sexta-feira, 3 de maio de 2013

Dodge Charger R/T 1976 Vermelho Veneza 2

                      As vezes, do nada, pego a pensar na minha história de vida. Em todo trabalho que já passei, tudo que aprendi em matéria de Dodge, todo vasto estoque de peças que juntei,  toda esta carga de conhecimento (???) que deve ocupar um grande espaço dentro da minha pobre e fútil cabeça,  por vezes penso: Para que serve tudo isto?? Coisa inútil!! Irrelevante ( O palavrinha que eu adoro esta!!) Porque fui perder meu tempo com isto?? Inexplicável!  
                  Bom, posso lhes afirmar, com toda certeza, este meu pensamento depressivo sobre minha paixão profissional cai por terra quando ajudo uma pessoa, desconhecida ou não, a resolver um problema. Como isto é gratificante!! Faz a gente pensar e acreditar que tanto empenho em determinado assunto, realmente, vale a pena!
                        Para vocês terem uma ideia mais concreta do que falo, vou transcrever aqui algumas frases de um e-mail que recebi esta semana:
                           -"Meu amigo, você diz: Espero ter ajudado!. Pelo amor de Deus... você deu uma aula... não sei como lhe agradecer... realmente o ano e modelo do carro é um Dart 1975. Por estas e por outras que perdi a confiança em me aventurar na compra de um dodge sem o apoio de uma pessoa como você... séria e que realmente entende do que vê! Uma pena nossa distância. Fico muito grato pela ajuda, precisando qualquer coisa aqui do Rio pode me procurar. Amilton Cabral."
                   Confesso que quando leio uma coisa assim, em um primeiro momento não consigo fazer a relação pessoa/fato, ou seja, comigo mesmo. Primeiro porque não acho que o meu conhecimento de causa seja algo assim tão excepcional, algo surreal. Acreditem, julgo como ser... nada! Aí leio o e-mail e fico chocado! Porque?? Simplesmente porque um elogio profundo é coisa rara!! Uma grande maioria das pessoas só quer receber, não sendo assim, só faz depreciar pessoas ou fatos alheios. Se doar?? Nada!! Mesmo que for um agradecimento. Tem gente que eu fiz muito mais do que podia e não recebi nem resposta de um e-mail dizendo: "Obrigado!" Não bastasse isto ainda me lograram. Então , que mundo é este??




                  Coisa parecida acontece em relação as minhas peças. É sabido por muita gente que, atualmente, não sou muito de vender peças. E isto por vários motivos, não sei se nesta ordem , mas quem sabe apego as coisas relacionadas a Dodge, ou ao não reconhecimento das pessoas em chegar em um local que tenha quase tudo, e não querer pagar um preço justo por tanta dedicação e organização, e por aí vai. São "n" os motivos! Mas como minha querida mulher sempre diz: "Vai deixar para quem estas coisas??"  Em meio a este conflito de opiniões, pensamentos e ideias , por algumas poucas e inconstantes vezes me surpreendo com a arrebatada de alguma pessoas, como no e-mail que relatei apouco e o fato que segue, acontecido alguns dias atrás.
                     Certa tarde atendo o telefone (coisa rara!! Definitivamente, DETESTO telefone!!) um sujeito me pergunta: "É o Cuti?? Eu, sim  o próprio!" Ele diz ao telefone que está em frente ao meu antigo escritório, lá no centro da cidade e queria ver algumas peças. Eu de imediato respondo que mudei de endereço. Já pensando comigo mesmo:" Ver algumas peças??? A unica pessoa que vê as minhas peças sou eu mesmo! Deve ser um outro chato de galocha". (Peço desculpa aos meus bons clientes pelo exagero da minha franqueza, mas a vida me ensinou  que em matéria de peças de carros antigos a gente precisa andar na defensiva) 
                           Bom, seguimos conversando Ele perguntou se tinha determinada peça e o preço, respondi que tinha e o valor. Em seguida me disse que estava com um amigo, que também tinha dodge e queria perguntar sobre outra peça e blá,blá,blá. Escutei o pedido e disse que tinha a peça também e dei o valor. Tudo assim, sem rodeios e jogo rápido , porque tenho ojeriza ao celular. Então em seguida perguntaram onde me encontrar e pegar as peças.  Expliquei a eles o meu novo local de trabalho e em poucos minutos eles chegam aqui.
                        Nos cumprimentamos e convidei-os a entrar. Ao entrarem no meu escritório, que ainda está em um local provisório, se embasbacaram!! Esta é  palavra certa!! Confesso que eu mesmo me espanto as vezes.
                         Depois de uma meia hora de conversa e negócios feitos, um deles me falou: "Cuti, a tua fama corre até no Uruguai e Argentina,  quem tem dodge fala em ti. Em conversas entre amigos sempre escutamos que o Cuti de Taquara tem o maior estoque de peças que já foi visto. Nem nas agencias tinha tanto! Para nós, hoje, isto deixou de ser lenda, é fato! A tua organização em encontrar as peças é algo fenomenal, tudo catalogado e numerado, realmente... um espetáculo!! E claro , isto tem um custo!! A melhor coisa para um apaixonado por antigo, que procura ardentemente uma determinada peça é chegar em um local onde vai satisfazer todas as suas expectativas, este lugar, é aqui!!" Disse ele.
                         Respondi dizendo a eles: "É bom escutar isto, pena que muita gente não pense assim, muitos acham que tudo isto se fez sozinho,do nada. Quanto a organização, disse a eles que não poderia ser de outra forma, em um volume grande de coisas, se não  for assim, não se acha nada.
                         Lembrei e comentei com eles que nas décadas de oitenta e noventa não era assim. Não tinha nada no papel, tudo misturado em prateleiras não numeradas, as peças a mostra. Varias foram as vezes em que "compradores" escamotearam em seus bolsos alguma coisa.  Naquela época, no meio daquela bagunça toda, só eu sabia onde encontrar as coisas. Hoje não, qualquer pessoa acha o que quer, claro que  com as minhas listas na mão.
                          Em seguida eu completei: "Sei que falam muito em mim e também "de" mim. Tanto de bem  quanto de mal!" Poucas pessoa tem real noção do quanto me custou isto tudo. Não falo só em termos financeiros, mas de dedicação, tempo, amor, entre tantas outras coisas. Para colocar tudo isto no papel, da forma que está hoje, se passaram mais de 10 anos, e ainda não terminei! Podem ter certeza, isto tem um custo, eu não dediquei minha vida aos dodges apenas por um capricho! Também foi para ganhar dinheiro. O grande problema de hoje, diferente do que foi nas décadas passadas, é que uma boa fatia (ignorante) dos compradores não sabe de onde veio tudo isto, acham que as peças não custaram nada, tudo é lixo, e que tem um louco querendo enriquecer do nada. É exatamente isto, por mais que custe acreditar.
                           Para dar ênfase ao meu relato, contei-lhes (aos novos clientes e amigos) de um sujeito que esteve aqui alguns dias atrás. Depois de várias conversas e mostrando MUITO interesse em comprar algumas coisas, marcamos e o cara chegou aqui.  Olhou, olhou, claramente se fez de desentendido, falou do tempo, da vida, e finalmente... me fez mostrar-lhe algumas coisas. Quando fiz o preço, só faltou ele gritar: Ladrão!!!! Mas se conteve, talvez por educação (duvido) ou medo de apanhar! Depois do baque, prosseguiu olhando as prateleiras... por fim perguntou: "O que tu quer com tudo isto??" Gente, me controlei para não quebrar a cara dele!. Tratei de despachar o sujeito o mais rápido possível. Na saída  ele ainda disse: "Outra hora volto com mais calma". Nem respondi!!   
                         Com tudo escrito aqui hoje, não quero que pensem que dou importância maior ou menor para que compra alguma coisa minha ou não. Se o cara tem dinheiro ou não. Trato todo mundo igual, do trabalhador braçal ao maior empresário.Sempre agi assim! Uma coisa que aprendi na vida é que:"As vezes o mais é menos!!" Exemplo disto é este sujeito que relatei acima, ele é mais, mas é menos e não sabe!! O que realmente dou valor é ao reconhecimento pelo trabalho, pelo meu caráter, honestidade. Não sou santo, acho que ninguém é! Mas procuro, a cada dia, ser um pouco melhor. Esta é minha meta
                         Quando eu penso nas ótimas pessoas que cruzaram minha vida profissional, eu acredito que tudo valeu a pena, ao contrário de quando penso nos medíocres que cruzaram por mim, aí penso que foi tudo perda de tempo. É uma gangorra minha cabeça!!! 
                        Resumindo, o que me faz pensar e ver que tudo valeu a pena, são as pessoas boas. As que valorizam um projeto como o meu, e a maior delas, sem duvida alguma, é minha mulher Valquíria. Claro que ela não se pode contar, porque ela me ama, e se eu for bem, ela vai bem! É a lógica!
                          Por tudo isto que foi escrito aqui hoje, entre os inúmeros amigos e clientes antigos, tenho a certeza que sempre existirão vagas extras na minha vida, para pessoas boas! Foi assim com estes dois novos clientes que relatei acima! Foi assim também com alguns dos meus amigo virtuais, como o  Reinaldo Silveira, o Rei. O meu amigo Luis Vital Vianna, o Alexandre Badolato, entre tantos outros  que provavelmente estão lendo esta postagem. Acredito que eles, claro, assim como muitos, ficaram satisfeitos com nossos negócios. Mas lhes digo, o prazer é todo meu em atender pessoas como vocês, que valorizam não só as peças, mas o ser humano antes de tudo. 
                                      
                           Deste Charger Veneza da postagem de hoje, tenho uma bela foto em frente a casa do meu pai. Não sei ao certo, mas a foto foi tirada alguns meses depois da compra do carro. Porque depois da compra deste Charger eu comprei um Dart 74 (próxima postagem). O Gran Sedan que aparece aí veio algum tempo depois do Dart , então , até eu estou meio perdido.  
Pequena frota de dodges em frente a casa dos meus pais, o Magnum da postagem passada, o Charger desta e um Gran Sedan 77 de uma futura
                      Este carro era muito bonito, estofamento original, vinil bom, mecânica boa. Foi comprado em Porto alegre seguindo as listas dos classificados do jornal Zero Hora. Naquela época, mesmo não tendo mais uma ânsia em comprar dodges, continuava seguindo e acompanhando seus anúncios de jornal. Até porque precisava estar sempre atualizado quanto aos preços que eles valiam. Em uma época de inflação alta, como era aquela, podia se comprar um carro por um determinado preço em um dia e vende-lo no outro perdendo todo dinheiro. Uma coisa louca.
                      Comprei o Charger por um motivo destes, muito barato, quase dado. Foi vendido meio ano depois por muito mais do que paguei. Isto era uma coisa boa naquela época, apesar de oferta enorme, existiam carros ruins, bons e ótimos, e os preços se misturavam entre estas opções. Podia se comprar um carro ótimo por preço de ruim, ou o contrário, pagar muito em um lixo!! Precisa conhecer o produto. Muita gente deve ter "garrado"nojo de dodge naquela época por causa disto. Compravam um carro bonitinho mas ordinário!
    Abraços!


Na proxima postagem um Dart de Luxo 1974 vermelho Indio

36 comentários:

  1. Boa tarde!

    Pode ter certeza que este tipo de tratamento faz diferença no meio das pessoas que gostam de Dodge. Assim como em toda paixão existem oportunistas e aqueles que realmente gostam. Para estas pessoas do último grupo ver uma boa quantidade de peças de Dodge guardadas é uma aventura, identificá-las já vale a visita. Não compensa estressar com outros que tratam nossos paixões com desdém. Este tipo de gente eu simplesmente ignoro.

    Interessante é que algumas amizades virtuais são feitas. A gente acaba sabendo um pouco da vida de cada um e até se intrometendo, como é o caso dos que você citou.

    Um forte abraço. Ah, e MUITO OBRIGADO pelas vezes que precisei de ti. Sempre foi muito prestativo. Não é por acaso que te chamo de Mestre Cuti.

    Inté!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro amigo Leroi
      Com toda certeza faz diferença. Eu agindo assim, mesmo que contra a vontade, afasto certos tipos de aborrecimentos, mesmo que seja em meu prejuízo.
      Sabes que tu, assim como os outros que citei, considero como grandes amigos e tenho certeza de que se um dia estiver na região onde vivem, não irão me virar as costas se eu precisar. Ao contrario de muitas pessoas que param na frente de gente, jurando mentiras.
      Eu agradeço a tua amizade, grande abraço
      Cuti

      Excluir
  2. Só pra constar: quando eu vi as fotos, logo procurei por um jogo de rodas Magnum. Vai que você tem um sobrando aí...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara, no "frigir dos ovos" sobraram dois jogos de magnum, um zero kil. e outro usado em ótimo estado. O novo fica comigo para semente, o outro jogo dei de presente para o meu grande irmão e amigo, Diogo

      Excluir
  3. Meu caro amigo Cuti,

    fiquei muito feliz em ser citado por você como alguém de confiança, mesmo nos conhecendo somente virtualmente.

    É estranho que tenhamos que destacar as pessoas honestas e justas: todos deveriam ser assim! Ou, ao menos, a grande maioria, pois sempre há aqueles que não valem o sal que comem.

    Mas tenha certeza amigo, é sempre um prazer fazer negócio com você. Além de entender simplesmente tudo de Dodges, você tem raridades que valem cada centavo do que você pede.

    Grande abraço e coloque mais postagens!

    Reinaldo
    http://reiv8.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caríssimo amigo Reinaldo
      A felicidade maior é minha em poder citar pessoas como tu de "amigo"! É um prazer! É como disse ao Vital e repito a frase a ti: "Gostaria mesmo é de poder dar minha peças como presente a pessoas como tu, mas entenda, é este o meu negócio, eu vivo disto.
      Exatamente a minha opinião, no brasil temos de destacar que é honesto, bom, correto, porque o natural é ser o contrario , absurdo!!
      Muito obrigado pela amizade
      Abração
      Cuti

      Excluir
  4. Meu grande amigo Cuti, leio esta postagem e o pacote caprichado que me enviou está na minha mesa! Como te disse, fico muito agradecido por me mandar estas encomendas que me ajudarão a montar meu dart 73.

    Não seja tão duro contigo, meu amigo, o que você fez é uma obra e tanto! Eu tenho minhas coleções: carrinhos, relógios, canetas, carros... Para quê? Muitos perguntam. a resposta é porque gosto.

    E a sua coleção ajuda a salvar carros pelo Brasil todo. Você é um grande amigo, apesar de ainda não ter ido aí comer um bom churrasco, mas quando se trata de peças sei que negócio é negócio e faço questão de fazer assim, pois respeito tua coleção.

    Muito obrigado pela sua ajuda, fico feliz de saber que no Dartão vai estar um pouco do teu trabalho! E quanto ao preço? Não se põe preço nas coisas dos outros, não são coisas comuns. O que está a venda está, o que não está não está.

    Forte abraço meu amigo e PARABÉNS pela sua coleção, e muito obrigado novamente.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vital
      Não tem o que agradecer, gostaria eu mesmo poder estar montando o teu Dartão 73.
      Eu espero e acredito que tudo nesta vida tenha um propósito, nas nossas coisas, nos amigos que conhecemos enfim tudo que envolve nosso dia a dia. É bom saber que existem pessoas que acreditam e gostam da gente , mesmo sem conhecer pessoalmente.
      Com certeza ainda comeremos um grande churrasco juntos, e eu vou pilotar a churrasqueira!! Já imagino aquela costela gorda pingando na brasa!!!
      Grande amigo!
      Cuti

      Excluir
  5. ... Lendo mais um página da tua história, muitas coisas me vem a cabeça, assim, de sobressalto... nossas lutas, privações, renúncias, longas esperas, sonhos, enfim, são quase vinte e dois anos partilhando as mesmas escolhas! Depois de tudo, só de uma coisa eu tenho certeza: Contigo eu recomeço todos os dias, até, se preciso for, do marco zero, do primeiro tijolo, da peça nº 01... e sabe por que? Por que a fé e o amor, a qualquer tempo, remove montanhas! Te amo, e sei bem a razão, tu é o cara mais incrível que existe neste mundo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sempre que tento escrever algo interessante, penso nos momentos em que descobrimos dodges juntos. Sempre imagino a minha história como a nossa história. Duas pessoas, um destino!
      Com certeza , se houver outra vida depois desta, e, eu puder escolher, quero ela contigo!
      Te amo!

      Excluir
  6. Grande Cuti...

    Muito obrigado por mais uma postagem, eu acesso o Blog todos os dias, pois em cada postagen nova, é uma surpresa , é as antigas são otimas para serem relidas. (confeço que quando estou muito estresado entro no Blog é reponho minhas baterias kkk)

    Sem duvida alguma a sua coleção tem muita dedicação de longos anos ao dodges, Mavericks e Galaxie é tenha certeza que valeu apena tudo isso, pois na epoca em que os dodges eram desprezados voce ja estava na luta guardando peças e dando assintencia na manutenção destes belos carros.
    Eu tambem sempre faço uma reflexão sobre o meu passado é agradeço a Deus todos os dias por ter um dodge igual ao que meu pai teve quando me tirou da maternidade, nesta minha dedicação eu tambem me privo de muita coisa mas é o modo que encontrei a felicidade, pra min a felicidade esta nas coisas simples da vida. Cuti, espero poder te conhecer pessoalmente para conversarmos muito sobre dodges, Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro amigo Lucas
      Obrigado pelas palavras de incentivo e também pelas visitas diárias.
      Um aviso importante sobre as postagens. Como o amigo relatou que as antigas são ótimas, espera para ver algumas futuras!! Nesta fase em que as postagens estão passando agora, as histórias realmente são simplórias! Nesta época os carros praticamente apareciam na minha frente e eu os comprava. Um pouco mais para a frente eles começaram a ficar escassos por aqui, então eu tive que ir a "caça" deles novamente. Aguarda, tem histórias fantásticas pela frente.
      O teu dodge é simplesmente um objeto do desejo!! Um sonho meu, e que cor!!
      Grande abraço meu amigo
      Cuti

      Excluir
    2. Cuti,

      As postagens por mais simples que paresam são otimas, muito boas mesmo, pois mostra uma epoca em que se encontravam carros muito raros nos dias de hoje, como ja comentei, o Charger veneza e o reviera sao os meus R/T prediletos. Quanto ao meu dodge, realmente eu tinha que resolver este carma na minha vida, pois desde que fora vendido o dodge dart vermelho dinastia 1975 do meu pai eu nunca mais vi um de perto, nem em encontro de dodges nem no mopar Nationals, mas grasas a Deus eu pude ter o meu dart 1975 dinastia todo original como sempre sonhei, estou muito feliz com o meu carro, feliz mesmo!!! pois se não tivese um dart 75 eu acho nunca ia dormir direito, olha que não precisava ser nem na cor dinastia, kkk. Hoje meu objetivo e repor o meu R/T é ir com o meu dart ate ai no RS pra te visitar pra voce conhecer bem o meu carro.

      Abraços.

      Excluir
    3. Lucas
      Tua história com teu dart só confirma a tese de que "o que é para ser teu , vai ser!!" Imagina, conseguir, nos dias de hoje um Dart igual ao que foi do teu pai no passado, com esta cor rara, mesmo ano... Incrível! Parabéns!! Tu merece!
      Vai ser um prazer te encontrar qui no RS com este DART
      Abraço

      Excluir
  7. Cuti, pelas poucas vezes que trocamos e-mails, já deu pra perceber que vc gosta de ajudar os outros e não esconde seu conhecimento quando alguém precisa de ajuda. Isso já demonstra que vc é um tipo raro de pessoa.
    Restaurar carros antigos não é mole, e se a gente não encontra as pessoas certas no caminho pra ajudar, a tarefa fica quase impossível!

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Giovanni
      Prazer em ler teu e-mail!! Com certeza, nunca deixei de ajudar quem precisou de mim. Não gosto de me meter na vida dos outros, não dou palpites e muito menos sou de falar por trás, mas quando sou solicitado ajudo como posso, mesmo sabendo que talvez nunca irei receber nada em troca
      Muito obrigado pela visita e comentário
      Grande abraço
      Cuti

      Excluir
  8. Você devia dar pelo menos uns berros com o folgado. Aí não aparecia mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grande Renon
      KKKKKKKKKKK Cara, sem gritar eles já me chamam de louco, imagine se eu "pirar" na frente deles KKKKKKKKKKKK
      Abração
      Cuti

      Excluir
  9. Cuti,neste mundo tem de tudo, os mais menos e os menos mais. Como você disse quando o assunto são peças antigas deve-se tomar muito cuidado ao mostrar, pois as peças miúdas costumam pular para os bolsos deles, sem sair nenhum dim dim de lá. Agradeço mais uma vez por ter me ajudado com um código de tinta que precisei, a resposta veio rápida e precisa. Como sabe, tenho Maverick, não tenho Dodge, a vontade em ter é grande, mas as prioridades no momento são outras. Se um dia descer pra Taquara espero te fazer uma visita. Fico no aguardo das novas postagens, pois pelo jeito vem coisa interessante.

    Alles Gute,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Jailson
      Bem lembrado, esqueci de mencionar que existem pessoas que se consideram menos mas na verdade são mais, e com M maiúsculo.
      Não tem de que agradecer meu amigo, precisando é só falar, se eu souber eu ajudo.
      Muito obrigado pelo comentário
      Grande abraço
      Cuti

      Excluir
  10. Cuti,

    A sua sinceridade sobre o assunto de ajudar é realmente algo emocionante !
    Não me canso de te agradecer e dizer a quem quiser ouvir que foi VOCÊ quem deu uma boa arrumada no carburador do Dart Sumatra, e graças à seu conhecimento e sua generosidade o nosso Dodge roda gostoso e suave até hoje !
    Cuti, muito obrigado - todos os dias que eu dou partida no Dart eu relembro daquela vez em que colocamos o carro na tua antiga garagem do escritório e depois de desmontar, limpar, remontar e "afinar" tudo, o carro ficou outro...Ficou "assim um Dodge", como vc. mesmo disse, hahahaha !!
    Eu tenho mesmo muita sorte, não só por ter conseguido resgatar esse carro para as nossas vidas, mas também de poder contar com a sua ajuda e amizade.
    Um grande abraço nosso, direto de Ivoti !

    Mário Buzian

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prezado Mário
      Eu tenho plena consciência que sinceridade de mais é prejudicial. Nem sempre as pessoas gostam de ouvir a verdade. Muitos preferem ser tratados como tolos para não terem de enfrentar seu próprios defeitos. Mas com toda certeza isto não se enquadra a tua e nem a minha personalidade. Eu particularmente, prefiro que alguém me desafore que me engane, acredito que tu sejas igual.
      Não tem o que agradecer no caso do carburador, foi só limpeza. Ficam faltando as peças que precisariam ser trocadas na época para ficar bom.
      Abraço
      Cuti

      Excluir
  11. Amigo CUTI,fiquei feliz em ver sua referencia ao meu email, foi o minimo que poderia fazer por sua ajudar sem o menor interesse de suaparte ,ate porque voce nem me conhece pessoalmente,poderia simplesmente ignorar meu email e muito pelo contrario, voce me respondeu dando uma aula de conhecimento e honestidade.sua resposta esta guardada como se fosse uma biblia .novamente quero lhe agradecer publicamente e tenha certeza que aqui voce tem um amigo.fique na paz.AMILTON CABRAL

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caríssimo Amilton
      Me permita a ousadia em te chamar de amigo, mas para pessoas como tu esta palavra se torna obrigatória! Sua gentileza e educação são notoriamente raras nos dias de hoje.
      Agradeço aos elogios,a visita ao blog e ao comentário
      Grande abraço
      Cuti

      Excluir
  12. eu é que fico gratificado de voce me chamar de amigo.....e faço questão de deixar claro que o grau de confiança passado por voce foi enorme que hoje so compro algum DODGE com seu AVAL......estarei sempre lhe '''incomodando'''.fique na paz ,do seu amigo carioca AMILTON CABRAL

    ResponderExcluir
  13. Cuti percebo pelas fotos a organizacao de seu estoque de pecas quero lhe parabenizar pela organizacao, fico imaginando o trabalho louco que deu, simplesmente sensacional, aguardo ansiosamente as proximas historias. Abraçao

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro amigo José
      Posso dizer que não está sendo fácil organizar, porque ainda não conclui o projeto. Mas eu chego lá!
      Obrigado pelo comentário, grande abraço
      Cuti

      Excluir
  14. Luís Fernando Couto19 de junho de 2013 23:05

    Caro Cuti , passei um tempo sem visitar o blog e hoje , ao abrir ele , já pude ver que há mais estórias . Li apenas este mas, certamente lerei todas . abraço do amigo virtual e fâ dos Dodges . Luís Fernando Couto / NH.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro amigo Luís
      Andei "meio" inspirado ultimamente!! É bom para os amigos que apreciam o blog terem algumas novidades insperadas!!
      Muito obrigado pelo comentário
      Grande abraço

      Excluir
  15. Amigos, boa tarde!

    Adquiri recentemente uma d100 72 std vermelha e preciso de algumas peças, manual e informações da mesma.
    Dei uma pesquisada na net e vi que dificilmente tem alguma informação desse carro. Se puderem me ajudar agradeço.

    lorenziabrantes@gmail.com

    Abraços
    Fernando

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Fernando
      Manda email para cuti70@bol.com.br . Peças tenho muito poucas mas talvez ajude em alguma informação
      Grande abraço

      Excluir
  16. amigo, vc tem roda de dodge d100

    ResponderExcluir
  17. Amigos,
    Tenho Charge RT 1975 em restauração para placa preta.
    - Qual o modelo da roda original, com arinhos / argolas redondas os ovais?
    - Tem fotos da caixa do a/c?
    Jairo - Goiânia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Jairo
      Roda original do RT 75 é a Rally, argolas ovais. Não existe outra original do Dodge. A Mangels fabricou na época uma roda parecida, com as argolas redondas ( muito vendido para Opala)
      A caixa do ar é a grande, 4 bocas
      Abraço

      Excluir